Uma espira de raio $R$ é percorrida por uma corrente $i$. A uma distância $2R$ de seu centro encontra-se um condutor retilíneo muito longo que é percorrido por uma corrente $i_1$ (conforme a figura).

As condições que permitem que se anule o campo de indução magnética no centro da espira, são, respectivamente


img
ITA IIIT 01/11/2021 00:39
$-$ Campo magnético gerado pelo fio infinito: \begin{matrix} |B_1| = \large{\frac{\mu.i_1}{2\pi.(2R)}} \end{matrix} $-$ Campo magnético gerado pela espira: \begin{matrix} |B_2| = \large{\frac{\mu.i}{2R}} \end{matrix} $-$ Como $|B_1| = |B_2|$: \begin{matrix} {\large{\frac{\mu.i_1}{2\pi.(2R)}}} ={\large{ \frac{\mu.i}{2R}}} &\therefore& {\large{\frac{i_1}{i}}} = 2\pi \end{matrix} Perceba que o fio está gerando um campo magnético entrando na espira, logo, a espira precisa gerar um campo magnético saindo, semelhante ao que está entrando. Dessa forma, utilizando a regra da mão direita, é possível perceber que a corrente na espira precisa ser no sentido $Anti-Horário$. \begin{matrix} Letra \ (B) \end{matrix}
Modo de Edição
0 / 5000
ManualLaTeX