Uma carga puntual $P$ é mostrada na figura abaixo com duas superfícies gaussianas $A$ e $B$, raios $\alpha $ e $b = 2\alpha $, respectivamente. Sobre o fluxo elétrico que passa pelas superfícies de áreas $A$ e $B$, pode-se concluir que:


img
ITA IIIT 22/03/2022 17:36
O $\text{Teorema da Divergência}$ proposto por Gauss afirma, grosseiramente falando, que, numa superfície gaussiana, o fluxo elétrico depende apenas das cargas internas e da permissividade do meio. Portanto, como ambas as superfícies apresentam a mesma carga interna, e obviamente a mesma permissividade, não restam dúvidas que o fluxo de $A$ é igual ao de $B$. \begin{matrix} Letra \ (E) \end{matrix}
Modo de Edição
0 / 5000
ManualLaTeX