Uma certa quantidade de gás expande-se adiabaticamente e quase estaticamente desde uma pressão inicial de $2,0\ atm$ e volume de $2,0$ litros na temperatura de $21^{o}C$ até atingir o dobro de seu volume. Sabendo-se que para este gás $\gamma = Cp/CV = 2,0,$ pode-se afirmar que a pressão final e a temperatura final são respectivamente:


img
ITA IIIT 27/10/2021 19:29
Primeiramente, atente ao enunciado quando ele diz $quase \ estaticamente$, basicamente, ele nos está dizendo que o processo é reversível, o que significa $P.V^{\gamma} = constante$ • Encontrando a pressão final: \begin{matrix} P_1.V_1^{\gamma} = P_2.V_2^{\gamma} \\ \\ 2.2^2 = P_2.4^2 \\ \\ P_2 = 0,5 atm \end{matrix} • Encontrando a temperatura final: $\color{orangered}{Obs:}$ \begin{matrix} ^\circ C = K - 273 \\ P.V=n.R.T \end{matrix} Logo: \begin{matrix} P.V^{\gamma} = cte \\ \\ \frac{n.R.T}{V}.V^{\gamma} = cte \end{matrix} Como $n.R$ é constante durante a expansão, \begin{matrix} T.V^{\gamma - 1} = cte \\ \\ T_1.V_1^{\gamma - 1} = T_2.V_2^{\gamma - 1} \\ \\ (21+ 273).2 = T_2.4 \\ \\ T_2 = 147K = -126^\circ C \\ \\ Letra \ (B) \end{matrix}
Modo de Edição
0 / 5000