Consideremos uma carga elétrica $q$ entrando com velocidade $v$ num campo magnético $B$. Para que a trajetória seja uma circunferência é necessário e suficiente que:


img
ITA IIIT 04/05/2022 16:57
Nosso interesse é que a trajetória seja uma circunferência, nesse viés, entende-se que queremos um movimento circular uniforme. A priori, sabemos que $\text{a intensidade do campo magnético deve ser constante}$, senão, a força magnética irá variar e não teremos um movimento uniforme. Ademais, o $\text{fluxo magnético deve ser uniforme}$, do contrário, teremos variações na força, consequentemente, variações no raio de curvatura. Com isso, analisemos a velocidade, caso ela seja paralela a $\vec{B}$, não teremos força magnética, ou seja, não teremos movimento circular. Continuando, caso a velocidade forme um ângulo qualquer com o vetor campo magnético, teremos um movimento helicoidal, o que foge do nosso interesse. Portanto, entende-se que a $\text{velocidade deve ser perpendicular a B}$. \begin{matrix} Letra \ (A) \end{matrix}
Modo de Edição
0 / 5000
ManualLaTeX