A figura a seguir mostra duas lâmpadas de automóvel fabricadas para funcionar em $12\ V$. As potências nominais (escritas nos bulbos das lâmpadas) são, respectivamente, $P_1 = 5\ W$ e $P_2 = 10\ W$. Se elas forem ligadas, em série, conforme indica o desenho,


img
ITA IIIT 10/04/2022 14:02
$-$ Segundo enunciado, as lâmpadas foram fabricadas para trabalhar a $12 \ V$, sendo essa a tensão nominal das lâmpadas. Dessa forma, com conhecimento da potência nominal de cada lâmpada, podemos encontrar a resistência padrão de cada uma: \begin{matrix} Pot = \large{ \frac{(\Delta V)^2}{R}} &\Rightarrow& R_1 = {\large{\frac{12^2}{5}}} \ \Omega &,& R_2 = {\large{\frac{6.12}{5}}} \ \Omega \end{matrix}$-$ Nessa perspectiva, é sabido que as lâmpadas estão em série, logo, não é difícil encontrar a corrente que passa pelo sistema: \begin{matrix} \Delta V = (R_1 + R_2).i &\therefore& i = {\large{\frac{5}{18}}} \ A \end{matrix}$-$ Por fim, a potência que cada uma está trabalhando: \begin{matrix} Pot = R.i^2 &\therefore& Pot_1 = {\large{\frac{20}{9}}} \ W&,& Pot_2 = {\large{\frac{10}{9}}} \ W \end{matrix}Constata-se então que, a primeira lâmpada emite mais luz que a segunda. \begin{matrix} Letra \ (C) \end{matrix}
Modo de Edição
0 / 5000