Um condutor esférico oco, isolado, de raio interno $R$, em equilíbrio eletrostático, tem no seu interior uma pequena esfera de raio $r < R$, com carga positiva. Neste caso, pode-se afirmar que:


img
ITA IIIT 18/03/2022 23:58
$-$ Numa secção transversal do corpo esférico, podemos analisar a situação através de um plano, como na imagem abaixo:
imagem

Ampliar Imagem

Veja que, na situação descrita, ocorre $\text{indução total}$ no condutor, a qual nos permite inferir: $• \ \text{Alternativa (A):}$ $\color{orangered}{\text{Incorreta}}$ $-$ Como é possível ver acima, a carga elétrica é positiva. $• \ \text{Alternativa (B):}$ $\color{orangered}{\text{Incorreta}}$ $-$ Analogamente, temos a carga interna do condutor negativa. $• \ \text{Alternativa (C):}$ $\color{orangered}{\text{Incorreta}}$ $-$ A região $(a)$ interna do condutor apresenta campo elétrico, vide a presença da pequena esfera. $• \ \text{Alternativa (D):}$ $\color{orangered}{\text{Incorreta}}$ $-$ A região $(c)$ externa do condutor apresenta campo elétrico, aquela que não apresenta é a região $(b)$, a qual corresponde a casca da esfera. $• \ \text{Alternativa (E):}$ $\color{royalblue}{\text{Correta}}$ $-$ É correto dizer que nada anteriormente está correto. \begin{matrix} Letra \ (E) \end{matrix}
Modo de Edição
0 / 5000