ITA 1995 Física - Questões

Filtro de Questões

Abrir Opções Avançadas

A figura mostra o gráfico da força resultante agindo numa partícula de massa $m$, inicialmente em repouso.

No instante $t_2$ a velocidade da partícula, $V_2$ será:


Uma massa $m_1$ em movimento retilíneo com velocidade de $8,0.10^{-2}\ m/s$ colide frontal e elasticamente com outra massa $m_2$ em repouso e sua velocidade passa a ser $5,0.10^{-2}\ m/s$. Se a massa $m_2$ adquire a velocidade de $7,5.10^{-2}\ m/s$ podemos afirmar que a massa $m_1$ é:


Um projétil de massa $ m = 5,00\ g$ atinge perpendicularmente uma parede com a velocidade $ V = 400\ m/s$ e penetra $10,0\ cm$ na direção do movimento.

(Considerando constante a desaceleração do projétil na parede)

Um pêndulo simples no interior de um avião tem a extremidade superior do fio fixa no teto. Quando o avião está parado o pêndulo fica na posição vertical. Durante a corrida para a decolagem a aceleração a do avião foi constante e o pêndulo fez um ângulo $\theta$ com a vertical. Sendo $g$ a aceleração da gravidade, a relação entre $a$, $\theta$ e $g$ é:


Um avião voa numa altitude e velocidade de módulo constantes, numa trajetória circular de raio $R$, cujo centro coincide com o pico de uma montanha onde está instalado um canhão. A velocidade tangencial do avião é de $200\ m/s$ e a componente horizontal da velocidade da bala do canhão é de $800\ m/s$. Desprezando-se os efeitos de atrito e movimento da Terra e admitindo que o canhão está direcionado de forma a compensar o efeito da atração gravitacional, para atingir o avião, no instante do disparo o canhão deverá estar apontando para um ponto à frente do mesmo situado a:


Carregando...